Quero que as pessoas os vejam

IlanaLer entrada em espanhol.

Suas fotos nos fascinaram no instante em que vimos. Quando nos conhecemos sua história, nos emocionamos completamente. “É um exemplo de realismo artístico e ético”, disse alguém na entrada dedicada a Ilana Bar, uma fotógrafa brasileira que tem feito da Síndrome de Down um de seus motivos artísticos e usa suas imagens como uma forma de mostra-los, porque “quero que as pessoas os vejam”, diz ela.
Para nós foi uma surpresa agradável que Ilana nos escreveu quando descobriu nossa matéria ( A síndrome de Down nua: “estamos aqui e somos assim”). Então, propusemos a ela publicar mais fotos. Ela aceitou e aqui estão.
Razões não faltam. Porque entre as muitas maneiras de normalizar a síndrome de Down nos olhos de quem não conhece, um dos mais eficazes é mostrar-lhes como é na vida cotidiana, no seu ambiente e na sua realidade. E isso reflete precisamente a relação, artística e humana que Ilana tem com seus tios gêmeos, Carlão e Toninho, e com seu irmão Taerê. Todos os três têm síndrome de Down, mas além disso, eles têm o apoio e carinho de uma família, o que é retratado nas imagens.
Acima do valor artístico que têm, o mais atrativo nas fotografias de ilana é a reflexão que elas provocam. Como ela diz, nada mais é que “a vida cotidiana da família e da relação que temos.”
Além disso, é uma maneira de quebrar a rejeição social ainda percebida em muitas pessoas. Ilana usa seu amor pela fotografia e a relação natural estabelecida entre ela e sua família para capturar imagens que “ajudam as pessoas que desconhecem a síndrome de Down a aprender um pouco e motiva os que tem algum familiar com Down .”
É aí que reside a essência da proposta, imagens que “acabam sendo uma ferramenta para compartilhar com as pessoas algo de nossas vidas.”
Ilana muito obrigado pelo carinho com que nos tratou e por nos permitir usar algumas de suas imagens. Você pode ver muito mais em www.flickr.com/ilanabnw

PD: Há uma outra excelente razão para publicar este post hoje. Carlão e Toninho, tios gêmeos de Ilana estão determinados a deixar claro que o médico que advertiu que não viveriam muito tempo estava errado. Hoje, 20 de março de 2015, completam 60 anos. Algumas pessoas chamam isso de teimosia e outros chamam de resistência. De qualquer forma, muita felicidade aos dois!

.
Ilana (18)Ilana (15)
Ilana (10)
Ilana (8)
Ilana (1)
Ilana (3)
Ilana (12)
Ilana (20)

¡Nos interesa tu opinión!

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s